Momentos em que o mundo das corridas entrou em clima de Copa do Mundo de Futebol

Relembre, no blog do Kartódromo Internacional Nova Odessa, pinturas e brincadeiras que a Fórmula 1 e o mundo do esporte a motor fizeram remetendo aos jogos da Copa do Mundo.

1986: GP dos EUA

1986: GP dos EUA

Em 1986, Ayrton Senna iniciou o gesto que marcaria sua carreira. Após vencer em Detroit, ele pegou a bandeira brasileira. Foi um dia depois de a seleção ter sido eliminada pela França na Copa do México, e com muitos engenheiros franceses da Renault em seu time, Ayrton decidiu brincar com os colegas.

1994: GP da França

1994: GP da França

Após a vitória da Irlanda na primeira fase da Copa de 1994 sobre a Itália, a Jordan utilizou em seu carro, durante os treinos em Magny-Cours, o placar da partida para provocar os times italianos rivais.

1994: GP da Grã-Bretanha

Com a eliminação da Irlanda da Copa e com a Itália avançando, a Minardi não perdoou e provocou a Jordan na corrida seguinte, em Silverstone.

1998: GP da França

Eis que, mesmo durante a Copa da França, em 1998, a Fórmula 1 resolveu realizar uma corrida em Magny-Cours. A direção da categoria —  na época de Bernie Ecclestone — jamais se deixou influenciar por eventos externos, apesar de aproveitar o clima esportivo para lotar a pista no dia da corrida.

2002: GP da Europa

A sexta-feira em Nurburgring, em 2002, teve o gosto da Copa do Mundo. O paddock inteiro estava de olho no jogo de Brasil e Inglaterra pelas quartas de finais. Após a vitória brasileira, Felipe Massa fez até mesmo seu chefe na época, Peter Sauber, vestir a camisa da seleção.

CART - Chicago, 2002

Mais tarde, com o título do Brasil se confirmando, os brasileiros da Champ Car — Cristiano da Matta, Bruno Junqueira, Tony Kanaan e Christian Fittipaldi — adotaram o corte de cabelo de Ronaldo para a corrida de Chicago, no mesmo dia da final.

2006: GPs do Canadá/EUA

No clima da Copa, Jenson Button pintou seu capacete para os GPs do Canadá e dos EUA de vermelho e branco, na torcida pela Inglaterra. Com a eliminação do time no sábado do GP dos EUA, ele voltou a seu design com a bandeira da Grã-Bretanha já para a corrida no domingo.

2006: GP da França

Celebrando o título da Itália na Copa do Mundo da Alemanha uma semana antes, Giancarlo FIsichella colocou a taça em seu capacete para a corrida em Magny-Cours.

MotoGP - GP da Alemanha, 2006

Também celebrando o título da 'Azzurra', Valentino Rossi foi ao pódio em Sachsenring (depois de ter vencido saindo de 11º no grid) com a camisa 23, de ninguém menos que Marco Materazzi, vítima da cabeçada de Zinedine Zidane na final da Copa da Alemanha.

MotoGP - GP da Alemanha, 2010

Quatro anos depois foi a vez de Dani Pedrosa, após ganhar em Sachsenring, ir com a camisa da seleção espanhola para o pódio, celebrando o primeiro título de seu país na Copa do Mundo.

DTM - Rússia, 2014

Na semana do infame 7 a 1 no Mineirão, o alemão Timo Glock, ex-F1, brincou utilizando seu número para a temporada de 2014 do DTM para tirar sarro da cara dos brasileiros. A corrida em Moscou foi realizada no mesmo dia que a Alemanha se sagrou tetracampeã.

2014: GPs da Alemanha/Hungria

Para comemorar o tetra da seleção alemã, Nico Rosberg utilizou uma pintura especial no casco. No entanto, ela teve de ser modificada por conta de direitos autorais. Nico foi impedido de colocar a taça da FIFA no capacete.

Fonte original do texto: https://br.motorsport.com/f1/news/galeria-momentos-que-a-formula-1-entrou-em-clima-de-copa-1045959/

Confira também: Como uma piloto de 11 anos é exemplo de superação